Microplásticos e o motivo de você estar envolvido nisso

Você sabe o que são os microplásticos? Não? Eles são uma pequena partícula de plástico responsável pela maior parte dos contaminantes dos oceanos, do ar e até mesmo do nosso organismo. Seu tamanho é inferior a 5 mm. Esse componente tem origem no descarte incorreto de embalagens em geral, tanto no começo de sua produção, quanto na fases finais do consumo. Assim, esse contaminante chega até nós pela água que consumimos e pelo ar que respiramos das mais diversas formas.

Mas como é esse processo? 

No decorrer da produção dos plásticos em grande escala ocorre a liberação de microplásticos na atmosfera do local, são os comumente conhecidos como nurdles. Após essa primeira contaminação, o plástico produzido é encaminhado para a venda e assim que realizado o consumo há o descarte. No Brasil, hoje, há o potencial de reciclagem de 30% do resíduo, porém, do total, apenas 3% tem sua correta destinação. Dessa forma, 27% restante dos recicláveis, não são devidamente reintroduzidos no ciclo produtivo, pois acabam sendo desviados dos centros de reciclagem e, assim, indo para os rios e mares próximos. 

Pela ação das chuvas e ventos, algumas embalagens também acabam sofrendo um escape dos aterros e contaminam toda a região ao entorno. Ocorrendo o processo de quebra mecânica, em questão de dias os microplásticos já são encontrados em muitos microrganismos do local.  

Como os resíduos seguem o fluxo da água, muitas vezes arrastados pela chuva, eles também contaminam o oceano e podem até chegar a mudar a composição química do local com maior incidência de resíduos.

Você sabia que até o Monte Everest não ficou fora desse perigo?

Cientistas recolheram recentemente amostras de gelo do topo do Monte Everest para análise e constataram que até a 8.000 pés de altitude há microplásticos e resíduos de poluição humana. Isso quer dizer que esse componente é tão fino que se transporta pelo ar e se deposita em lugares inimagináveis. Sabendo disso, pode-se constatar que até mesmo dentro do nosso organismo pode haver microplásticos, sendo introduzidos em nosso corpo por meio da ingestão da água contaminada e do ar que respiramos. Muitas empresas já se conscientizaram sobre o uso dos microplásticos, na cosmética, por exemplo, esfoliantes e protetores labiais têm como produto o polietileno (PE), polipropileno (PP), politereftalato de etileno (PET) e nylon, esses são contaminantes que prejudicam a saúde de quem usa e do local onde são descartados e por isso já estão sendo eliminados das produções. 

E o que eu posso fazer para diminuir essa contaminação?

As matérias-primas ecologicamente corretas e o reaproveitamento de embalagens plásticas e roupas são ótimas alternativas. Além de contribuir para o crescimento da coleta seletiva e pressionar as autoridades da sua região, reduza o consumo de plásticos optando por outros tipos de embalagens e leia rótulos de produtos que possam vir com microplásticos na composição. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s