Tudo sobre Marketing Verde e como aplicar em sua empresa


Imagem de pessoa analisando estatísticas em papeis sobre a mesa

A sustentabilidade está cada vez mais sendo buscada por consumidores, os quais estão cada vez mais atentos à postura das empresas em relação às práticas sustentáveis e socialmente engajadas, e não têm mais paciência para lidar com aquelas que saem da linha.

Uma pesquisa realizada pela Union + Webster aponta que:

  • 87% da população brasileira prefere comprar produtos e serviços de empresas sustentáveis.
  • 70% dos entrevistados também afirmaram que não se importam em pagar um pouco mais por isso.

   Outra pesquisa feita por uma parceria entre a gigante dos bens de consumo rápido Unilever e a consultoria estatística Europanel, mostra que:

  • ⅓ dos consumidores (questionados no Brasil, Estados Unidos, Índia, Reino Unido e Turquia) compram baseados na responsabilidade socioambiental das empresas.
  • No Brasil, 85% dos consumidores dizem se sentir melhor quando compram de marcas sustentáveis.

   O estudo sugere que esses números são motivados por dois principais fatores:

  • As evidências dos estragos causados pela irresponsabilidade ambiental.
  • A pressão social para consumir produtos mais “verdes”.

As marcas modernas perceberam as mudanças de padrão de consumo e passaram a investir pesadamente em soluções sustentáveis e ações de divulgação nesse sentido. Assim, muitas empresas estão aderindo ao Marketing Verde.


O que é Marketing Verde?

Homem com muitas duvidas, expressas através de interrogações na parede a sua frente

O Marketing verde, também conhecido como marketing ambiental e ecomarketing, é uma estratégia de marketing que foca nos benefícios dos produtos, do modo de produção e da postura em geral da empresa em relação ao meio ambiente.  Ou seja, o ecomarketing consiste em adotar uma estratégia com apelo ecológico e ambientalmente amigável,  com o objetivo de agregar uma vantagem competitiva e uma mudança na percepção do consumidor sobre as marcas,  vendendo a imagem de que sua empresa tem consciência ecológica. Por conta disso, certamente não basta que a empresa comece a transmitir apenas uma imagem de consciência, mas sim, que passe a ter uma atitude real de transformação e responsabilidade ambiental, social, cultural e econômica. Essa postura deve direcionar as ações da empresa para minimizar o impacto ambiental, visando a melhoria do meio ambiente e o desenvolvimento sustentável.

Princípios do marketing verde

Pessoa empilhando peças que simbolizam respectivamente: ideia, concepção da ideia inicial e objetivo atingido

Para a empresa estar em conformidade com a política do ecomarketing é necessário seguir alguns princípios, como estar:

  • Ecologicamente correto;
  • Economicamente viável;
  • Socialmente justo;
  • Culturalmente aceito.

Ou seja, na prática, isso implica uma necessidade de responsabilidade não somente ambiental, mas econômica, social e cultural.

Além disso, a empresa deve dar total atenção a algumas letrinhas.

  • Os 5 Rs: Repensar, Recusar, Reduzir, Reutilizar e Reciclar.
  • Os 4 Ss: Segurança, Sustentabilidade, Satisfação do Consumidor e Aceitação Social.

Se interessou?

Venha falar conosco


Vantagens

pilhas de moeda crescentes, com plantas cada vez maior, formando uma "escada da sustentabilidade"

Quando você faz bem ao meio ambiente, as boas ações são convertidas em reconhecimento gerando um aumento de vendas, pois clientes e não clientes se tornarão promotores espontâneos de sua marca. Assim, em uma decisão de compra  de produtos ou serviços dentre todos seus concorrentes,  o cliente poderá escolher a sua empresa. Para você ter uma ideia,de acordo com a Pesquisa Global sobre Responsabilidade Social Corporativa, realizada pela Nielsen, provedora global de informações e insights, 74% dos brasileiros estão dispostos a comprar de empresas que possuem programas de sustentabilidade. E as vantagens não param nas questões de imagem e reputação.

Investindo nesses aspectos, você trará grandes resultados para sua empresa como a economia de energia, recursos e dinheiro, gerando um lucro de qualidade, e não somente de quantidade. Assim, você estará colaborando para um meio ambiente mais sustentável. Por isso, é fundamental que o marketing verde tenha atitudes reais, incorporando práticas de responsabilidade ambiental  e não somente um “discurso verde”. Do contrário, estaríamos de frente para um caso de Greenwashing.

O que é greenwashing?

Pincel dentro de lata de tinta da cor verde

Greenwashing pode ser traduzido como “lavagem verde”. Isso significa vender uma imagem, mas não ter atitudes coerentes com o discurso, enganando assim os seus consumidores.

Imagine uma empresa que diz aplicar o marketing verde, mas é flagrada despejando resíduos tóxicos em um rio ou utilizando mão de obra escrava. Essa atitude seria um tiro no pé, pois o público-alvo se sentiria enganado, o que pode ser  algo extremamente nocivo não só para o meio ambiente, mas  para qualquer empreendimento que pratica essas atitudes imorais.

Por isso é fundamental inserir o marketing verde de maneira correta em sua estratégia. E o primeiro passo é construir uma relação de confiança, sendo transparente e cumprindo com os seus compromissos. Por esse motivo, não vale a pena vender uma imagem ecofriendly se a sua empresa não pratica o marketing verde, correndo o risco de arruinar toda a imagem da empresa perante a sociedade.

Como começar a inserir o marketing verde na sua estratégia?

Imagem mostra homem fazendo escolha da palavra "green Business" em uma tela

Vemos cada vez mais grandes empresas adotarem o marketing verde, mas não tem problema se você tem uma pequena ou média empresa  e quer adotá-lo também. Saiba que será muito fácil aplicar o marketing verde, isso porque você não precisa fazer muito esforço para ter controle das atividades e da postura dos funcionários, além de inserir novas práticas e hábitos.

Mas, como começar? Para isso, separamos 8 dicas de como implementar o marketing verde na sua empresa:

  • Conscientização dos funcionários

Para que sua empresa se torne sustentável, não basta apenas que seus produtos ou a estratégia do marketing se tornem “verdes”, desde os donos até os funcionários da empresa devem ter os valores e as atitudes alinhados com esse pensamento ambientalmente correto. Essa conscientização deve ser divulgada e repassada para todos os colaboradores, por isso, invista na educação ambiental.

A educação ambiental nas empresas é uma forma de sensibilizar o público interno, iniciando um ciclo de mudança e preocupação ambiental. Se antes essa era apenas uma obrigação legal, hoje se trata de uma estratégia de competitividade e sucesso organizacional. Tais ações trazem impactos positivos em longo, médio e curto prazo dentro  e fora das organizações. Assim, os colaboradores se tornam mais  comprometidos e engajados com os valores da organização, aumentando assim a produtividade da empresa, melhorando a imagem e posicionamento da marca, além de deixar um futuro promissor e saudável para gerações futuras.

  • Recicle

Invista fortemente em reciclagem e reaproveitamento de materiais, isso além de ambiental e socialmente correto, irá gerar economia a médio e longo prazo, além da admiração dos consumidores.

Mão segurando simbolo da reciclagem e ao lado listado as seguintes palavras: Reuse, Reduza e recicle, simbolizando os 3R's

  • Pense, Reduza e Substitua

Pense em formas de aumentar a durabilidade de seus produtos. Não use, ou tente reduzir o uso de materiais não-biodegradáveis. E substitua produtos que agridem o meio-ambiente por produtos que não agridem (ou agridem o menos possível).

  • Separe e destine o “lixo”de forma adequada

Sabemos que lixo é um termo inadequado pois refere-se aquilo que não possui utilidade, o certo é resíduo, que pode ser reutilizável, reciclado ou remanejado. Assim, independente do tamanho do seu negócio, você pode adotar atitudes simples como separar e destinar de forma adequada os seus resíduos e para isso é fundamental fazer um PGRS (Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos).

  • Economize água

Tente reduzir o consumo de água da sua empresa, tanto no processo de produção, quanto na rotina do seu negócio. Uma ideia é por meio de atitudes simples, como: procurar vazamentos, instalar descargas que utilizam menos água, incentivar ações como fechar a torneira enquanto ensaboa as mãos ou lavar a louça do escritório, se for o caso. 

Outra ideia é instalar um sistema de captação de água da chuva podendo ser reutilizada em diversos setores de empresas, como em sistemas de aquecimento, irrigação paisagística, lavagem de áreas, lavagem de frota, combate ao fogo e muitas outras coisas.

  • Diversifique as fontes de energia
Planeta terra conectado ao uma tomada

Procure reduzir o consumo de eletricidade com ações simples, como apagar as luzes que não estão sendo utilizadas. Substitua as lâmpadas comuns por opções mais eficientes, que gastam menos energia e duram mais.  Você ainda pode optar por fontes alternativas de eletricidade, como os painéis solares que exigem um investimento inicial mais elevado, mas podem te dar independência energética e gerar economia a longo prazo.

  • Não se esqueça da documentação

É muito importante realizar e estar atento aos prazos de validade dos licenciamentos ambientais da empresa, com ele você consegue controlar previamente  a realização de atividades que utilizem recursos naturais, que sejam poluidoras ou que possam causar a degradação do meio ambiente. Exemplos: licença de autorização ambiental, instalação, operação, cadastro ambiental rural, dispensa ambiental rural, entre outros.

  • Seja criativo
silhueta humana com construções sustentáveis sobre a cabeça, ao lado Escrito "thing Green".

A partir de agora reconsidere todo o seu processo de produção, e esteja disposto a mudar. Assim:

  • Se sua empresa é da área de cosméticos, saiba que você pode (e deve) eliminar o teste em animais e substituí-los por outros testes ainda mais precisos e efetivos. É cada vez maior o número de consumidores que procuram especificamente por produtos que não testam em animais, e muitos se recusam a utilizar, em qualquer hipótese, os que testam.

Se sua empresa trabalha com alimentos ou gera muitos resíduos orgânicos, invista em uma composteira, ela ajudará sua empresa a reduzir o  lixo e emissões de gases do efeito estufa. É um sistema prático, compacto, higiênico e de fácil manuseio que não produz cheiro nem atrai insetos e animais indesejados, fazendo com que os resíduos tenham uma destinação adequada. As empresas deixam de poluir e ainda geram rendas positivas em outros nichos de mercado, em que diversos setores podem ser beneficiados.


Se interessou?

Venha falar conosco

2 comentários Adicione o seu

  1. Paula Yuri Taniwaki disse:

    Muito bom!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s